Amor brutalmente estereotipado...



Deus sabia exatamente a medida exata do que faltava em mim quando colocou você na minha vida.Um misterioso vazio que passeava nas veias do meu corpo, mas hoje tenho convicção de era apenas sintomas de uma estranha saudade  do futuro. Era saudades de você, sem mesmo saber que existia. Era um querer conhecê-lo. Amor? bem... amor não tem obrigação de ser impactante, intenso, supostamente projetado a um certo  final feliz, amor não deriva de abundâncias, de explosões, de batidas exageradamente fortes, amor não precisa ser este estereótipo que a sociedade prega nas cabeças dos que tem preguiça de pensar e sentir.
Amor não precisa ser nada disto, acho ao certo que nada existe além de dois corpos que sentem desejo um pelo outro, dois olhos que se abraçam, sorrisos espontâneos deliberadamente felizes, silêncios carregados de palavras que não precisam em momento algum serem pronunciadas. É Deus, muito obrigada por não me sujeitar á esta concepção de amor de contos de fadas, de novelas, de filmes... Obrigada por me fazer humana real. Eu sei o que verdadeiramente sinto, mas não sei explicar, talvez nem precise.

                                                                Samara Santos

3 comentários

  1. Pela sua visão, acho que entendeu muito bem o que é o amor!!! Meus parabéns (e que inveja!) por esse fato!
    Passamos por caminhos tortuosos, mas quando encontramos essa plenitude e visão integral de todas as coisas, realmente ficamos mais próximos de Deus...
    Abração!!!

    http://comunicationislife.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. eu fiz uma homenagem ao seu blog Samara, gostaria de agradecer pelo que sua poesia tem feito! http://pingodegloss.blogspot.com/
    @iitsamanda

    ResponderExcluir
  3. owwwn' q fof
    floor toh seguiindo..
    topa parceriia ?
    espero sua resposta logo menoos
    http://the-blog-teenager.blogspot.com/
    Bjk'

    ResponderExcluir