Ausências



Não é nada demais, fica tranqüilo, é que bateu uma saudade daquelas bem pesadas, sabe?
Tô de cama faz um tempo, abraçando uma ausência com a mão esquerda sobre o travesseiro, me disseram que é assim mesmo e que logo vai passar, mas é que dói acumular tanta ausência no travesseiro, na mão, no peito, em mim.

                                                                    Samara Santos

10 comentários

  1. Incrível como me identifiquei com a tua forma de escrever. A simplicidade, o romantismos, a saudade que o texto exala é incrível.
    Muito bom o blog. Temos coisas em comum. Se puder, dá uma passada no meu.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Adorei teu estilo de texto minimalista!

    Muito bem escrito, e serviu perfeitamente pra eu mandar pra minha namorada!

    Obrigado pela visita no meu blog!

    ResponderExcluir
  3. Ausência como dói né?!
    =/

    O lado bom???

    A dor sempre adormeeece!

    Flor quer fazer parceria eu coloco seu banner no meu e vc colca o meu no seu??
    =)
    Beijaum!

    ResponderExcluir
  4. Brigadaaa florzinhaaa, vou colocar o seu banner no meu agora ;)

    Beijaum!

    ^^

    ResponderExcluir
  5. Q estranho, já conseguiram colocar o meu seu erros =/
    então deixa flor, mas obg mesmo assim =)

    beijaum.

    ResponderExcluir
  6. Texto curto e bem representativo,
    Tem muito talento..
    E saudades é assim mesmo, nos faz buscar inspirações para transparecer o nosso talento, e esse seu gracioso texto tem uma sutilidade incrivel..

    Continue assim.. ^^

    Se puder retribuir,
    http://redesenhei.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. É impressionante. Poucas palavras e tantas coisas ditas. Belo texto. Escreves divinamente

    ResponderExcluir
  8. Legal! Parabéns ae pelo blog viu ; )

    ResponderExcluir